Lúcia

Zéu Britto

Compositor: Não Disponível

Põe um bocado de coisa na mente
Já é meia noite, já deu duas horas
E virou o amanhã
Eu quero a anti-cachaça que faça e aconteça
A meta é dormir em paz mas guerreia a cabeça

A minha sorte é ser amigo de lúcia
As suas mandingas liberam o sonhar
Eu quero um cadinho do que lúcia usa
Por algumas noites eu vou acalmar

Tira um bocado de coisa da mente
Já não adianta, já é recorrente virar o amanhã
Eu quero um amor controlado por cima do caos
O ser humano tem que sonhar, os bons e os maus

A minha sorte é ser amigo de lúcia
As suas mandingas liberam o sonhar
Eu quero um cadinho do que lúcia usa
Por algumas noites eu vou acalmar

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital