O amante

Zéu Britto

Compositor: Zéu Britto

O amante é aquele que ama
Que pode, que pede,
E que deve ser o dono da cama
Quando geme a madrugada
O amante ama
Quando a censura e a moral se afstam
O amante ama
Quando o álcool inviabiliza o contato físico
O amante ama
O amante treme, o amante chama,
O amante é chama,
Até que a chama se apague
O amante é aquele que ganha
Que lanha, que arranha,
Que açanha, que é uma aranha
Que possui uma sede tamanha
Quando brigam os amancebos,
O amante ganha
Quando a miséria toma conta de tudo,
O amante ganha
Quando a aliança escravisa demais,
O amante ganha
O amante bate, o amante apanha
O amante me apanha,
Até que a aranha goza
Vai agora visitar o teu amante
Vai se vestir de bacante
Vai fazer um filme
Vai pirar no roteiro
Vai tranmutar tua própria trama
Morto é aquele que pára
Vivo é aquele que ama

Dentro do meu violão estão
Um coração e o mel
e quando eu toco eu lembro
já é bom,
mas se você quiser tocar de novo
eu estarei inteiro e melhor
eu estarei mais som e menos tom

Para enchê-la de canções, não custaria
pontuar tuas ações com poesia
Só de pensar
Já rola uma alegria

Dentro do meu coração estão
Anseios poeiris
mas quando eu toco eu lembro,
foi por um triz
Mas se você quiser tocar de novo
eu estarei voltado pro amor
eu estarei velando o teu humor

Para enchê-la de canções, não custaria
pontuar tuas ações com poesia
Só de pensar
Já rola uma alegria

Para enchê-la de canções, não custaria
pontuar tuas ações com poesia
Só de pensar
Já rola uma alegria

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital